O novo Ford Focus ST – nem quero imaginar como vai ser o RS!

Já aqui tínhamos falado do novo Ford Focus aquando da sua apresentação no final do ano passado, mas agora começam a chegar as versões que realmente nos fazem babar!

2.3 EcoBoost – motor do Mustang melhorado

Vamos a números que é o que para aqui interessa:
2.3 litros biturbo com 280 cavalos e 420Nm de binário, bloco 100% em alumínio e com um tempo dos 0-100kmh inferior a 6 segundos. Nos modos Sport e Track o motor ativa um modo de anti-lag que faz com que a resposta seja imediata e não haja aquele atraso na entrada dos turbos.
A caixa manual de 6 velocidades está disponível com o chamado “rev-matching” que é basicamente um sistema que simula o “ponta-tacão”. Está também disponível uma caixa automática “inteligente” de 7 velocidades que aprende com o condutor e com os modos de condução.

2.0 EcoBlue (mais conhecido com ST Diesel)

Para quem faz muitos quilómetros há também uma versão a gasóleo:
2 litros turbo com 190 cavalos e 400Nm é o diesel mais potente alguma vez utilizado num Ford Focus. Na versão a gasóleo apenas está disponível uma caixa manual de 6 velocidades.

Suspensão – um dos grandes trunfos do novo ST

Antes de mais convém referir que o novo ST está disponível tanto na versão 5 portas como na versão carrinha (Station). Os amortecedores foram reposicionados, a altura ao solo foi reduzida em 10mm e a firmeza de amortecimento foi aumentada em 20% à frente e em 13% atrás. Não dá para o stance, mas baixa o centro de gravidade e aumenta a performance em curva.

Se escolherem o Performance Pack disponível nas versões a gasolina de 5 portas têm também uma tecnologia de Controlo Contínuo de Amortecimento (CCD) que a cada 2 milissegundos controla a suspensão, carroçaria, direção e os travões para ajustar a resposta do amortecimento.

As versões a gasolina vêm com um diferencial autoblocante eletrónico (e-LSD) integrado na transmissão e capaz de redistribuir até 100% do binário disponível para a roda com mais tração. As versões a gasóleo vêm com um sistema de Controlo Vetorial de Binário, que melhora o comportamento dinâmico e reduz a subviragem ao aplicar a força de travagem à roda de dentro.

A traseira com um difusor e um spoiler funcional. Ah, e dupla saída de escape!

Sobre Rodas

Todas estas tecnologias não serviriam de nada se não conseguíssemos pôr a performance na estrada, então para isso a Ford equipou todas as versões com os fantásticos Michelin Pilot Sport 4S – montados em jantes de 18 ou 19 polegadas. E porque parar também é preciso, os novos travões não só são maiores e mais eficazes, como resistem 4 vezes mais à fadiga que os da geração anterior. O Servo-freio Elétrico (EBB) consegue ajustar o tacto e a dinâmica da travagem em função do Modo de Condução selecionado.

Por falar em modos de condução, o novo ST vem com os modos “Slippery/Wet” (chuva), “Normal”, “Sport” e “Track” (apenas no Performance Pack e que também traz consigo o “Launch Control”). Estes modos controlam todos os apetrechos eletrónicos, desde a direção aos travões, tornando-o num verdadeiro festim de tecnologia e performance.

Interior

Bancos em pele Recaro, pedais em alumínio, volante desportivo e painel de instrumentos digital Ford Performance baseado no do Ford GT, são apenas alguns dos itens que dão um ar de luxo/performance ao ST.
Claro que podem também contar com todos os extras tecnológicos já disponíveis no Focus e que lhe conferiram 5 estrelas nos testes de segurança.

Ainda não há preços, mas se seguirem a filosofia do Fiesta ST pode ser que não seja nada de proibitivo, ainda que a cilindrada o torne mais caro em Portugal do que alguns concorrentes.

Opinião

A forma como escrevi este artigo provavelmente já deixa antever que este Focus ST me deixou com uma vontade incrível de lhe deitar as unhas. Eu sei que para muita gente toda esta eletrónica pode parecer uma coisa má, mas sinceramente experimentem pôr mais de 200 cavalos nas rodas da frente e vão ver que se torna frustrante conduzir um carro que não consegue pôr a potência nas rodas. E enquanto toda esta eletrónica for usada para tornar a experiência de condução mais positiva, não vejo problema nenhum!
Se o ST é assim nem quero imaginar como vai ser o Focus RS quando sair.
Ficamos à espera Ford!

There are no comments yet

Why not be the first

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *