O novo McLaren F1 já tem nome: Speedtail

Já se andava a falar disto há muito tempo, aliás, o David falou disso há cerca de dois anos. Mas ao contrário do que era previsto, não vai usar o nome do McLaren F1, mas sim… Speedtail, o que se poderia traduzir para qualquer coisa como “cauda de velocidade” – começo a perder a fé nos criadores de nomes de carros!
Picuinhices à parte, o Hyper-GT da marca de Woking vai ser oficialmente revelado no próximo dia 26 de outubro, juntamente com a sua velocidade máxima. Para já apenas se sabe que vai ser a mais alta alguma vez atingida por um McLaren. O recorde ainda pertence ao pai de todos os McLaren de estrada, o McLaren F1, que com uma velocidade máxima de 391km/h (obtida em 1998, 5 anos após o seu lançamento) foi o carro de produção mais rápido do mundo durante mais de 10 anos – de 1993 a 2005.
Small-8956-McLarenBP23sketches-driverview
E este Speedtail, não é mais do que uma espécie de homenagem ao seu pai. Vai ter motor central, 3 lugares com o condutor ao meio, e vão o ser lançadas apenas 106 unidades, tal como o F1.
E sim, tal como em todos os super/hyper/mega carros, já estão todos vendidos – por cerca de 2 milhões de euros… mais impostos!
Small-8958-McLarenBP23sketchesthree-seatcockpitoverview
Mas as semelhanças não devem de ir mais longe do que isto. Ao contrário do F1 que usava um motor V12 atmosférico com 627cv proveniente da BMW, prevê-se que os mais de 1000cv venham a ser produzidos por um motor V8 biturbo em conjunto com um motor elétrico. Rumores apontam para uma versão evoluída da unidade motriz do McLaren P1.
Small-8957-McLarenBP23sketches-rearview
A produção arranca apenas no final do próximo ano, o que quer dizer que só vai começar a ser entregue em 2020 – 4 anos depois de ter começado a ser desenvolvido com o nome de código BP23.

There are no comments yet

Why not be the first

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *