Conduzir um Ford Focus RS é melhor que… beijar!

Esta vai para a categoria “coisas parvas em que as marcas gastam dinheiro”. Ou se calhar não, sinceramente nem sabemos bem o que pensar.
Por um lado, a boa notícia é que conduzir um carro desportivo cria mais momentos de emotividade do que ir às compras, ver a Guerra dos Tronos, ver um jogo de futebol, beijar, dançar Salsa, ou jantar fora. Não é novidade, quem já viu o Vítor a andar de Ferrari percebe isso facilmente! E temos a certeza de que se a Ford Portugal nos desse um Ford Focus RS para as mãos também íamos ter uma reação semelhante. Aliás, de acordo com este estudo da Ford, conduzir um Ford Focus RS só é suplantado por uma viagem numa montanha russa, mas como ninguém pode propriamente ir trabalhar numa montanha russa… o Ford ganha!
 
Want to Feel Good? Forget Kissing, Football and Dancing – Get
Os participantes no estudo que se sentaram ao volante de um Ford Focus RS, Focus ST ou Mustang, registaram uma média de 2.1 momentos de elevada emotividade durante uma viagem normal de casa para o trabalho; Por outro lado, registaram uma média de 3 momentos numa montanha-russa, 1,7 numa ida às compras, 1,5 ao ver um episódio da “Guerra dos Tronos” ou desafio de futebol e… absolutamente nada a dançar Salsa, num bom jantar ou num beijo apaixonado, sendo que esta última nos parece muito improvável.
DSC03190-ANIMATION
Este “Buzz Car” implicou nada menos do que 1.400 horas de mão-de-obra até ganhar vida, adicionem a isto o tempo gasto a investigar… e facilmente se percebe que o dinheiro investido não foi pouco. Cada “buzz moment” sentido pelo condutor – analisado com recurso a um sistema de “Inteligência Artificial (IA) emotiva” desenvolvido pela Sensum, uma das empresa de tecnologia de empatia – produz uma animação de emotividade ao longo de cerca de 200.000 luzes LED integradas no carro.
DSC03253-ANIMATION
Tal como a Nissan, a Ford também está já a estudar formas de os veículos entenderem e responderem melhor aos níveis de emotividade dos condutores. Integrando o projeto ADAS&ME , financiado pela União Europeia (UE), os especialistas da Ford estão a desenvolver pesquisas na possibilidade de um dia ser possível aos sistemas de bordo de um veículo entender as nossas emoções ou estado emotivo, bem como os níveis de stress, distração e fadiga, desencadeando alertas e avisos ou mesmo assumindo o controlo da viatura em situações de emergência.
Fiquem agora com o vídeo da Ford:
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=AFpt6jziFsU?rel=0&w=560&h=315]

There are no comments yet

Why not be the first

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *